Informações sobre visto

Tarifa: R425.00 ou EUA $ 47,00 ou € 43,00

Tempo de processamento: 10 dias


Disponível em:

Todas as embaixadas sul africanas ou missões no exterior.

Cada país tem o direito soberano de decidir quem pode ou não entrar no seu território. A posse de um visto não garante a admissão automática à República. Ele só autoriza o seu titular a proceder à República de informar a um oficial de imigração no porto de entrada para a finalidade de ser examinado quanto ao seu / sua capacidade ou não, em conformidade com os requisitos (de entrada) da lei.

O objetivo do visto é garantir o rastreio adequado de candidatos e permitir que pessoas indesejáveis ​​não sejam admitidas na República e por outro lado serve para facilitar a entrada de candidatos aprovados nos portos sul-africanos. Os vistos fornecem aos oficiais de imigração as informações necessárias para garantir que os candidatos sejam admitidos corretamente e no período correto determinado pelo visto.

Quaisquer dúvidas relativas aos vistos são esclarecidas pelas embaixadas sul africanas ou escritório de representação em seu país ou o mais próximo situado a você. Os vistos são emitidos pelos consulados sul africanos no exterior e devem ser colocados nos passaportes dos candidatos antes de partirem para o RSA. Vistos não são emitidos quando os passageiro chegam em terras sul africanas. Os candidatos que chegarem sem visto, serão recusados na entrada na RSA e serão colocados em voos de regresso em termos de legislação.

Para mais informações, por favor selecione um tópico abaixo:


Exigências de visto (o que apresentar)

  1. Passaporte válido por pelo menos 30 dias após o termo da visita prevista.
  2. Os passaportes devem conter pelo menos 1 (uma) página utilizada para entrada / saída endossos (por vezes referido como a página de visto).
  3. O pagamento da taxa prescrita, se aplicável (ver países isentos de controle de visto).
  4. Certificado de vacinação, se exigido por lei.
  5. Declaração e / ou documentação confirmando finalidade e a duração da visita.
  6. Duas (2) fotografias de identidade (ver especificações abaixo).
  7. Comprovante de meios financeiros, na forma de:
    • extratos bancários;
    • holerites de salários;
    • Carta Convite da empres na República;
    • bolsas de estudo;
    • cobertura médica;
    • ou dinheiro disponível, incluindo cartões de crédito ou cheques de viagem para cobrir as despesas durante a estadia na República.
  8. Os candidatos que viajam de avião devem possuir:
    • bilhete de retorno, ou
    • comprovante de fundos suficientes, ou
    • um caução de valor equivalente a esse tipo de bilhete em dinheiro.

Você não precisa solicitar seu visto pessoalmente. Por favor veja instruções em “Perguntas Frequentes" 7 para obter mais informações.


Pessoas em trânsito

Visto de Transito foi suspenso pelo ministro da Administração Interna

Duração e finalidade da estadia

O período de residência na RSA será determinado a partir da data de admissão do visto, de acordo com todas as condições que aparecem no visto do requerente. Na admissão, o visto será considerado como uma autorização do visitante. Os candidatos devem assegurar que o período solicitado é suficiente para sua estadia na Republica e que estará sujeito a taxas caso queira estender esse visto. Veja item 28 do formulário de candidatura.

Os candidatos devem também garantir que solicitaram o visto correto (trânsito ou visitante do) ou autorização de residência temporária relacionado com o verdadeiro propósito da visita. Qualquer alteração requerida no visto, somente será realizada e aprovada na RSA por uma boa causa e se as solicitações estejam previstas por lei.

NOTA:

Se o objetivo da visita é em relação a sabáticos; atividades de voluntariado ou de beneficência; pesquisa; aderir ou acompanhar um cônjuge que está em uma licença temporária na República; atividades relacionadas ao trabalho para o qual a licença não é prescrito ou visitas que são mais de três meses, as obrigações impostas sob autorização do visitante devem ser atendidas.

AVISO:

Qualquer entrada na África do Sul com falsa declaração ou visto, o viajante será penalizado dentro das leis sul africanas podendo ser condenado á multa ou prisão como estrangeiro ilegal.


Onde solicitar um visto de Sul-Africano

Obs.: Os pedidos apresentados em um lugar diferente do acima pode ser encaminhado pelo oficial consular para os cargos acima que irá implicar um tempo de processamento maior.


Vistos que não podem ser solicitados para entrada na África do Sul.

Vistos Médicos (vistos de visitante para o tratamento médico de menos de três [3] meses) A pessoa que deseja receber tratamento médico na RSA deve primeiro solicitar um visto de visitante na Embaixada Sul-Africana mais próxima, se ele ou ela está sujeita a controle Sul-Africano de visto. Os estrangeiros que estão isentos de controle Sul-Africano de visto podem entrar para o período em que eles estão isentos, desde que não exceda três meses.

Os estrangeiros que necessitam de tratamento médico por um período superior a três meses devem solicitar uma autorização de tratamento médico.


Fotografias

As fotografias devem estar de acordo com as seguintes especificações:

  1. duas fotos coloridas idênticas para passaportes
  2. duas fotos coloridas idênticas ou fotos em preto e branco para IDs
  3. foto recente, não mais do que um mês
  4. 35 milímetros de largura por 45 milímetros de altura
  5. foto com foco na cabeça e parte superior de seus ombros para que seu rosto ocupa 70 - 80% da fotografia
  6. alta qualidade, sem marcas de tinta ou vincos e não danificado
  7. olhar diretamente para a câmera
  8. brilho e contraste apropriado
  9. impresso em papel fotográfico de alta qualidade
  10. mostrar a sua cor natural
  11. olhos abertos e visíveis - sem pelos em seu rosto
  12. não olhar por cima do ombro (estilo retrato) ou inclinado
  13. mostrar ambas as bordas de seu rosto claramente
  14. fundo cinza claro ou fundo cor creme liso
  15. iluminação uniforme e não mostrar sombras ou reflexos de flash no seu rosto e sem olhos vermelhos
  16. sozinho (sem encostos das cadeiras, brinquedos ou outras pessoas visíveis)

O Diretor-Geral pode rejeitar as cópias das fotografias se não estiverem de acordo com os itens acima ou se as fotos foram consideradas inadequadas. Caso isso aconteça a pessoa arcará com os custos de novas fotos.

Essas fotos podem ser obtidas em lojas de fotos da região por mais ou menos 13 rands por quatro fotos./p>


Passaportes / Documentos de Viagem que são isentos de visto para África do Sul

Sujeito a alterações sem aviso prévio

O cidadão que seja titular de um passaporte nacional (diplomático, oficial e comum) / documento de viagem dos países estrangeiros / territórios / organizações internacionais a seguir indicados não são obrigados a possuir um visto ao reportar a um oficial de imigração para um exame em um ponto de entrada sul africao, sujeito aos termos e condições estabelecidos nesta lista, incluindo, nomeadamente, o período previsto de permanência na República.

O titular de um passaporte nacional Africano do Sul, documento de viagem e documento para fins de viagem.

O cidadão que seja titular de um passaporte nacional (diplomático, oficial ou comum) / documento de viagem dos seguintes países / territórios / organizações internacionais não é obrigado a possuir um visto em relação aos fins para os quais a licença de um visitante pode ser emitida em virtude de ser uma pessoa contemplada no artigo 31 (3) (b) [diplomática e visita oficial], para uma estada de 90 dias ou menos e quando em trânsito:

  • União Africano Laissez Passer
  • Andorra
  • Argentina
  • Austrália
  • Áustria
  • Bélgica
  • Botswana
  • Brazil
  • Canadá
  • Chile
  • República Checa
  • Dinamarca
  • Ecuador
  • Finlândia
  • França
  • Alemanha
  • Grécia
  • Islândia
  • Israel
  • Itália
  • Jamaica
  • Japão
  • Liechtenstein
  • Luxemburgo
  • Malta
  • Mônaco
  • Holanda
  • Nova Zelândia
  • Noruega
  • Paraguai
  • Portugal
  • San Marino
  • Cingapura
  • Espanha
  • São Vicente e Granadinas
  • Suécia
  • Suíça

Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, British Islands Bailiwick de Guernsey e Jersey, Ilha de Man e Ilhas Virgens, República da Irlanda e territórios britânicos ultramarinos.


Note-se que um cidadão dos seguintes países não precisam de visto: Territórios Dependentes Britânicos, incluindo Anguilla, Bermuda, British Antarctic Territory, British Indian Ocean Territory, Ilhas Cayman, Ilhas Falkland, Gibraltar, Montserrat, Pitcairn, Henderson, Santa Helena, Ducie e Oeno, a zona de soberania de Akrotiri e Dhekelia e as ilhas Turks e Caicos Island.

  • Uruguai
  • Venezuela
  • EUA

O cidadão que seja titular de um passaporte nacional (diplomático, oficial e comum) / documento de viagem dos seguintes países / territórios / organizações internacionais não é obrigado a possuir um visto em relação aos fins para os quais a licença de um visitante pode ser emitida ou virtude de ser uma pessoa contemplada no artigo 31 (3) (b) [diplomática e visita oficial], para uma estada de 30 dias ou menos e quando em trânsito:

  • Antigua e Barbuda
  • Barbados
  • Belize
  • Benin
  • Bolivia
  • Cabo Verde
  • Costa Rica
  • Chipre
  • Gabão
  • Guiana
  • Hong Kong [só no que diz respeito aos titulares de passaportes britânicos de Hong Kong nacionais no exterior e Especial de Hong Kong Região Administrativa passaportes]
  • Hungria
  • Jordânia
  • Lesotho
  • Macau [só no que diz respeito aos titulares de passaportes de Macau Região Administrativa Especial de Macau (RAEM)]
  • Malásia
  • Malavi
  • Maldivas
  • Maurício
  • Moçambique
  • Namibia
  • Peru
  • Polônia
  • Seychelles
  • República Eslovaca
  • Coréia do Sul
  • Suazilândia
  • Tailândia
  • Turquia
  • Zâmbia
  • Zimbabwe [apenas em relação a funcionários do governo, incluindo a polícia em investigações através das fronteiras]

Os acordos também foram concluídos com os seguintes países para os titulares de portadores de passaportes diplomáticos e oficiais.

Os cidadãos que sejam titulares de passaportes diplomáticos, oficiais ou de serviço dos seguintes países não precisam de visto em relação aos fins para os quais a licença de um visitante pode ser emitida ou em virtude de ser uma pessoa contemplada no artigo 31 (3) (b) [diplomática & visita oficial] durante o período indicado e trânsito:

  • Albânia (120 days)
  • Argélia (30 days)
  • Angola (90 days)
  • Belarus (90 days)
  • Bulgária (90 days)
  • Chipre (90 days)
  • Comores (90 days)
  • Croácia (90 days)
  • Egito (30 days)
  • Guiné (90 days)
  • Hungria (120 days)
  • India
  • Costa do Marfim (30 days)
  • Quênia (30 days)
  • México (90 days)
  • Madagascar (30 days)
  • Marrocos (30 days)
  • Moçambique (90 days)
  • Paraguai (120 days)
  • Polónia (90 days)
  • Roménia (90 days)
  • Ruanda (30 days)
  • Eslovaca (90 days)
  • Eslovénia (120 days)
  • Tanzânia (90 days)
  • Tailândia (90 days)
  • Tunísia (90 days)
  • Vietname (90 days)

Não obstante esta lista, um estrangeiro cuja isenção de visto foi retirado deve cumprir os requisitos de visto até ser notificado pelo Departamento de que sua isenção de visto foi restabelecida pelo Departamento de petição ou de sua própria vontade.

Os vistos não são obrigados por titulares de passaporte de Lesoto, Suazilândia, Botswana, Namíbia, Zâmbia e Malawi, que estão entrando na República tal como os condutores de veículos pesados ​​comerciais que suas visitas não excedam 15 dias e com a condição de que eles possam apresentarr uma carta confirmando o seu vínculo empregatício com uma empresa de transporte na hora da entrada no país.

Os membros do pessoal da Comunidade de Desenvolvimento Sul Africano (SADC) que viajam em SADC estão isentos da obrigação de visto negócios de boa-fé para visitas de até 90 dias e de trânsito.

Os titulares de Nações Unidas (ONU) estão isentos da obrigação de visto quando visitar a República, por períodos não superiores a 90 dias, para fins para nos quais possam ser emitidos autorização de visitante, e para fins oficiais de negócios e trânsitos e quando credenciado para a colocação de uma Missão da ONU na República durante a vigência do seu credenciamento. Voluntários ligados a agências da ONU e viajando com passaportes comuns estão isentos de visto, desde que estejam em posse dos documentos de identificação para identificar-se nos pontos de entrada como o trabalhador de uma agência da ONU.